Blog

Larissa França,  10 de Abril de 2020 -

3 min

Trabalho Remoto: dicas de como acompanhar sua equipe nesse período

Com a chegada do período de Isolamento Social motivado pela COVID-19, muitas empresas se viram em um dilema de como manter e acompanhar os seus membros durante o período de trabalho remoto. As empresas que já trabalhavam em home office já estão adaptadas à isso, mas as com trabalho unicamente presencial precisaram adaptar-se à novidade e, pensando nisso, trouxemos 5 dicas de como fazer o acompanhamento dos membros durante esse período:

 

1. A comunicação é a chave de tudo

Muitas informações importantes são passadas no dia-a-dia da empresa. Algumas vezes em um momento como o cafezinho, outras vezes em reuniões curtas ou até mesmo em uma “esbarrada” no corredor. Sem isso, muitas informações podem se perder ou ficar presas apenas em um núcleo. Por isso, como gestor, você deve priorizar ao máximo pela transparência, de forma que todos saibam o que está acontecendo em cada um dos setores da empresa e sintam-se motivados a exercitar essa transparência, seja através de boletins semanais ou de reuniões de repasse.

 

2. Faça reuniões virtuais frequentemente

Nesse momento, as reuniões são muito importantes, para que todos possuam um objetivo em comum. Sejam reuniões de diretoria, núcleo, grupos de trabalho ou reuniões gerais, todas elas são importantes nesse período para que um alinhamento seja feito e que todos os pontos sejam bem estabelecidos, de forma que o home-office possa ser realizado sem maiores dúvidas. Além disso, por, muitas vezes, ser necessário trabalhar com ferramentas e táticas novas para a empresa, as discussões proporcionadas em reuniões fazem com que as mudanças e novas decisões sejam tomadas em conjunto. 

 

3. Certifique-se de que todos os membros estejam sendo acompanhados

Muito do trabalho remoto é realizado individualmente e, dessa forma, podem surgir dúvidas. Através de um acompanhamento, é possível perceber quais os problemas, as necessidades, os pontos positivos e como esse funcionário está lidando com essa modalidade de trabalho. É possível, além disso, passar feedbacks a esse colaborador sobre seu desempenho e estabelecer metas semanais ou quinzenais sobre quais as demandas, entregas e estudos que serão necessários para ele durante o período determinado.

 

4. Use uma ferramenta de gestão 

Existem, na Internet, diversas ferramentas de Gestão de Time e de projeto, onde é possível colocar as atividades a serem realizadas, os responsáveis por ela, datas de entrega, além de serem um espaço onde a comunicação se concentra, então todas as informações são repassadas em um único local, tornando a transparência ainda mais eficiente. Alguns exemplos dessas ferramentas disponíveis são:

- Trello 

- Slack

- Pipefy

- Workplace

Vale a pena explorar cada uma delas e ver qual se adequa melhor à seu time e às suas necessidades.

 

5. Entenda o momento e se preocupe com seus colaboradores

Com tudo o que envolve uma epidemia, a saúde mental é uma das coisas mais afetadas. Deixe o seu colaborador saber que você realmente se importa com o que ele está sentindo, que ele provavelmente está preocupado, com a família toda em casa e às vezes em um ambiente não favorável de trabalho. Mostre a ele que, para além da produtividade e dos resultados que ele pode trazer, você também se importa com ele.

 

Seguindo essas recomendações, mesmo através do Home Office - saiba mais sobre os benefícios da prática dessa forma de trabalho -, o seu time será bem acompanhando, o que trará uma boa performance, resultados e, acima de tudo, priorizará a saúde, e seguirá as orientações da OMS.

últimas postagens

VAMOS CONVERSAR UM POUCO